30/01/2010

Adagas



Adagas
.
Sempre tremo,
Quando as letras me chegam muito fáceis,
Rimadas, prontas.
.
Não raro,
São acompanhadas de dores lacerantes,
Que desarrumam a alma
E me roubam os sentidos
Das coisas que amo.
.
Sobram sós,
............. As poesias.
.
.
Anderson Fabiano
.
(Em plena madrugada havia uma voz de mulher me chamando... mas, não confessou seu nome... dormi, então...)
.
Imagem: Google

19 comentários:

El Drac disse...

Nice amigo poema, e cores muito harmoniosa do seu blog, foi um prazer estar aqui, um abraço

Ana disse...

Essa voz de mulher que inspirou você irá aparecer noutra noite e fará você escrever palavras de amor que sairão do seu coração.

Adorei este maravilhoso poema amiguinho especialmente quando diz (que treme quando as letras chegam fáceis e lhe desarrumam a alma) também tremo não com as letras porque não escrevo como você, mas com certos pensamentos.

Desejo um maravilhoso fim-de-semana.

Beijinhos,

Ana Paula

Helena disse...

Disse lá no Recanto e reforço aqui... No teu caso, dizer que sobram “apenas as poesias” é dizer que fica muito e tudo.

Que esse tremor não seja espanto. Que seja percebido pelo que penso que deva ser: a força da tua inspiração, o percurso apaixonado das palavras a te correr nas veias, o pulso incrível da poesia em teu coração!

(E em plena madrugada ouviu uma voz de mulher te chamando? Hum... rs... Digo de novo então... No teu caso, com essa cara boa, com esse talento e charme, com esse jeitão carioca e sedutor, se ouviu uma única voz foi puro acidente! Poderia, de repente, ter ouvido um coral inteiro, né não? rss...)

Meu carinho, barba... e quices, quices...

Teresa Cristina flordecaju disse...

.. Devia ser maravilhosa essa voz!!!... Cheiro.

TORO SALVAJE disse...

Sin duda una voz mágica la de esa mujer.

Saludos.

Gaivotadourada22 disse...

Dos Poetas, as adagas são os versos... A alma do Poeta são as bainhas que guardam essas adagas... Quando a Alma/bainha libera-se as adagas/versos brilham! E nesse caso Poeta, nunca haverá solidão, haverá sempre Alma e versos, Adagas e bainhas... Aplausos pelo belíssimo Poema embora te desarrumem a Alma e te roubem os sentidos, na verdade essa é trilha dos Poetas...
Abraços!

Caterina disse...

Amico poeta,
che caldo fa qui:))!!!
I dolori laceranti dell'anima sono come pugnali.In qualsiasi momento (piuttosto nella calma della notte)possono piombare su di noi.Sei fortunato di poter esprimerti in poesie alleviando cosí il cuore.
La tua poesia é semplicemente una meraviglia .
Bacini

Ivana Marisa Altafin disse...

Muito lindo! Eu já tinha passado por aqui, queria me cadastrar para seguir AMO SIM, mas não encontrei no blog. Obrigado pela visita e palavras amáveis no meu blog. Um abraço!

Pelos caminhos da vida. disse...

Que o Sol venha com sua luz e energia lhe despertar para um novo "dia".
Que o seu dia seja abençoado com muita luz!
Hei!!!! Sorria!
O sorriso brilha, assim como o sol quando nasce: lindo, perfeito e contagiante!
Vim lhe desejar um domingo de muita paz.

Obrigado pela visita.

beijooo.

mundo azul disse...

____________________________________


Por vezes, imaginar uma voz é mais rico...

Que lindo poema, Anderson...Aliás, você tem um jeito de fazer poesia, da qual gosto muito!


Beijos de luz e um dia muito feliz!!!

__________________________________

Jorge Sader Filho disse...

Uma adaga, Fabiano! Corta, fere, mata. Bem construído. Ninguém é potente frente à volencia.

Abraços, amigo.

Maria Emília disse...

Caro amigo, venho agradecer a sua visita ao meu blog e visitar o seu. Estou a gostar do que vejo.
Não sei o que o fez dormir nessa madrugada... se as letras fáceis, se a vontade de ouvir novamente essa voz a chamar por si.
Um abraço,
Maria Emília

Pedrasnuas disse...

QUE MULHER INSPIRADORA...VALEU A PENA SER ACORDADO...

ADOREI AS TUAS PALAVRAS PERFUMADAS E POÉTICAS NO MEU BLOGUE. OBRIGADA.

POR ISSO TAMBÉM EU DEIXO AQUI MEU CARINHO

Palavras que falam por mim disse...

Primeiramente parabéns pelo blog, é de ótima qualidade! E por este motivo venho fazer o seguinte convite:

O Blog “Palavras que falam por mim” foi criado para você que adora exprimir seus sentimentos em palavras, sejam elas suas ou não. E que, além disso, adora compartilhar-las. Então, quer expressar seus sentimentos, gostos, opiniões (e etc) e através deles divulgar seu blog?
Para participar basta enviar as “Palavras Que Falam” por você (e até mesmo a imagem que deseja ser postada. É opcional.) juntamente com o link do teu blog para: palavrasquefalampormim@gmail.com, e estarei publicando e divulgando teu blog.

Já tive outros blogs nos quais deixei durante muito tempo as palavras falarem por mim, mas agora gostaria de ter o prazer de lê-los e com isso fazer com que mais e mais pessoas os leiam.

No dia 1º de Março estarei colocando em votação os Blogs que mais participarem. O ganhador terá um Menu no blog durante 30 dias para divulgação do mesmo.
Vale resaltar que os blogs já estarão sendo divulgados durante as postagens.

Sugestões serão bem vindas.

Aguardo suas palavras!

Forte abraço!

Ҝค ღ

Anne Lieri disse...

Anderson,poesias que saem da alma vem assim,doloridas,sentidas e belíssimas!Adorei seu blog!Abraços,

experimental disse...

Olá,
Estive a ler alguns dos teus poemas, que considero muitos bons e cheios de sensibilidade, complementados com excelentes imagens,
Um abraço,
Nela

Regina disse...

Oi Anderson, que belo este teu cantinho, aconchegante como tua alma que sempre muito carinhosa se faz presente em meu coração.
Ah, essa voz anônima na madrugada a incendiar teus pensamentos...rs
Se descobrires me conta, tá?
Fique na paz merecida.
Beijos carinhosos

Anônimo disse...

Poxa!! Só lhe sobram poesias... mãe de Deus, que maravilha!!
Normalmente as poesias se vão e sem força, o que sobra é o choro poeta! Que inveja boa tenho de ti.rs
Bjs meu querido!!
Leka.

Fabrício Santiago disse...

tenho um fascínio por armas de aço, pela simbologia, pela história....."minha paixão é a guerra, a armadura o cenáculo"
abraços
Fabrício Santiago