09/01/2010

Sacros sinais


.
Sacros Sinais

Contemplo meu templo
E sinto,
Misturados
Aos meus silêncios
Mais íntimos e profundos,
O nascimento de sons
Novos, artesanais,
Vindos de outros mundos
..........E paridos em mim
....................Pelos eus essenciais.

Elevo-me, então,
Diante de espelhos
Que recusavam minhas imagens.
Transcendo meus limites
E envolto em cítaras,
..........Sou santo.

Tântrico, sacro, micro Deus.
Redescubro meus mantras
Reúno mosaicos eus
..........E sei, então,
....................Que valho a pena.

Shehnais e tablas
Elevam o êxtase
Desnudam meu corpo
E você me chega
Após tantas faltas.
Me invade a alma
..........Arranha e me arde
....................Desarruma os chacras.

Sou tigre, macaco
Filho de Baco e você,
Sublime vaca,
Profana meu swadhistana
Com gana,
Como um orgasmo único.
Amalgamados
Sem noção de tempo
..........Somos, enfim,
....................Um só templo.
.
.
Anderson Fabiano
.
Imagem: Anouska Shankar
.

8 comentários:

Helena disse...

Músicamúsicamúsicamúsica!
C-A-R-A-M-B-A esse poema!
A beleza e intensidade do que disse aqui é fascinante!
A inspiração dessas palavras foi mais que iluminada: foi luminosa!
Teus poemas revelam um conhecimento admirável sobre várias coisas e isso é especial e raro!
Gosto demais da inteligência dos teus escritos!
E nesse aqui você abusou, né?? Uma "mistura" fascinante de elementos mágicos! Misticismo, sensualidade, romantismo, criatividade e um poema lindíssimo desenhando pelo teu talento imenso e indiscutível!
Há como "ouvir" esse poema sem sentir aquele impulso "ninja" de "desarrumar os chacras"???...
Jamais arriscaria a dizer que não... rss...
Quices 4 u e meu melhor carinho!

Gaivotadourada22 disse...

Um Poema em que a Poesia divinamente levanta o véu dos "SacroSinais"!!! Parabéns pelo lindo Blog, mais um espaço onde poderemos nos beneficiar com tua Arte... Abraços!

Chica disse...

Que legal! E por que não avisou antes?? Só falta abrir espaço para SEGUIDORES...daí não perco nada! Adorei ver a Helena,amigona por aí e indicada! abração,tudo de bom,chica

myra disse...

obrigada pelas tuas lindas palavras na minha postagem "pensieri"
abraço

Triste Flor disse...

Lindo,"Um só templo" perfeito, parabéns...

Maria Helena Sleutjes disse...

Que máximo! Enfim leio um poema de linguagem contemporânea, de concepção contemporânea, de sentido contemporâneo. Esta é uma linguagem pós-moderna capaz de traduzir a saudavel desarrumação que a paixão provoca e que vem para nos lembrar que ainda somos humanos, maravilhosamente humanos.
Bjos

mundo azul disse...

____________________________________


Adorei!!!Meus pensamentos dançaram ao som do seu poema...


Beijos no coração!


___________________________________

Maurélio disse...

Encantador o poema amigo Anderson, aplausos.