08/02/2010

Vozes, vazios e um depois


.
Vozes, vazios e um depois

Vozes perambulam na cabeça.
Desconexas, sem sentido, nuas...
Anônimas, como vozerio das ruas...
..........Nenhuma voz me chama
....................Nenhuma me inflama...

Seios sem par, ventres partidos,
Mãos, coxas, olhares atrevidos...
Cenas dignas de Dali,
..........Mas, nenhuma figura se cria
....................Ou renasce pra mim,
..............................Nem real, nem fantasia.

Não me chegam mais
Sabores almiscarados,
Cheiros agridoces,
..........Nem gotas de suor
....................Tombam no travesseiro do lado.

Reduzo-me, então,
Ao meu Eu fetal,
Silencio a poesia
Entrego-me ao vazio abissal,
Morrendo, assim,
Naquele que creio,
..........Ser o melhor de mim...

Vazio, sem rumo certo,
Clamo por um depois,
..........E sei alguém por perto!

Anuncie-se pois...
(Sem sombras ou fantasmas)
..........E reúna logo,
....................Nossos dispersos plasmas.
.
Anderson Fabiano
.
.
Imagem: Google

14 comentários:

Anônimo disse...

Oi garoto!!!
Vc sempre terá o melhor de si, perto de ti...
Essa alma de luz, pensante, fervente, amorosa, apaixonada, criativa e muito especial, poetinha,é a sua melhor e maior companhia. Tanto é verdadeiro, que basta ler um só poema, de vsa Exª, para nos tornarmos seguidores fiéis.
Posição fetal... essência... belas palavras, com licença, perfumadas!!
Bjs,
Leka.

Regina Rozenbaum disse...

Nooooossa Mininu!!! Que poema!!! Li, reli, li de novo e de novo li...Tenho que colocar o Tico e Teco prá funcionar rsrs mas enquanto eles estão esquentando, num sei por conta duquê, mi alembrei de Clarice Amada Lispector.
Beijuuss n.c.
Regina
www.toforatodentro.blogspot.com

Sol disse...

Tienes un alma creativa, bella, llena de dulces sensaciones que sabes transmitir!!!
Me cuesta mucho entender tu idioma...
Pero hago lo imposible para no perderme lo mejor de tus escritos!!!
Besos cielo y gracias por pasar siempre y estar cerca!!!
Mil besos llenos de luz para ti!!!

vuelo de hada... disse...

Como ecos que hace el mismo silencio para llegar a lo más profundo de nuestro ser.
Un abrazo lindos versos....

Helena disse...

Entendo que alguns momentos e pensamentos, alguns silêncios e vazios que a vida traz, não são fáceis. Mas, entendo também, que sem eles movimentando as emoções, não seria vida.
Claro que sempre é bom e melhor viver momentos que permitam a convivência, a cumplicidade, o lado a lado, as vozes, os toques, os cheiros, os sabores, os suores e, principalmente, os sorrisos no travesseiro ao lado. Mas, sabemos, isso não se tem com fantasias...
O poema é triste, mas lindo, barba!
Esse vazio que clama por “um depois” é, de todas as emoções descritas, com certeza a mais bonita e mais forte, porque contradiz o desejo de “silenciar a poesia”, e soa vontade e esperança.
Tua alma é distinta e teu coração é raro.
(E você tem razão... posso dizer que sei o que sente quando fala dos ruídos, porque conheço bem a sensação...alguns também me rondam, vez em quando... rs)

Meu carinho (sempre e mais),
Le.

El Drac disse...

poesia sempre profunda e sempre nos dá a beleza, como muito bem diz a poesia está em tudo, só precisa ter a música comodice "coração de um poeta". Um grande abraço.

Sonhadora disse...

Meu amigo
Lindo poema...maravilhoso.

Silencio a poesia
Entrego-me ao vazio abissal,
Morrendo, assim,
Naquele que creio,
..........Ser o melhor de mim...

Adorei

beijinhos
Sonhadora

Maria Helena Sleutjes disse...

Este momento de pleno vazio, este recorte de silêncio o fundo da alma, este sentir que não se contenta com as amenidades do cotidiano, reclama.
Bjos

margusta disse...

Bom dia Anderson!

Vim agradecer a sua gentil visita e...encontrei um POETA de mão cheia!!!

Gostei imenso de ler as suas poesias. Parabéns!

Um beijo e dia muito FELIZ!!!

Margusta

saudade disse...

E que esse depois chegue repleto de sabores e cheiros, que te façam renascer em ti....
E que esse alguém que está por perto venha sem sombras nem fantasmas, para contigo ser feliz...
Saudade

Secreta disse...

E o depois virá, pleno de novos sentires!

Triste Flor disse...

Que lindo, tens um jeito especial de dizer as coisas, de cantar os versos, de transpor sentimentos... me desculpe Anderson só agora que vi que havia postado no outro blog rs não entro muito lá, mas pode me por sim, ai no seu blog, me sentiria honrada, bjus poeta, bjus, bjus...

Chica disse...

Anderson, teus poemas mexem conosco,são de uma profundidade e beleza enormes. abração,lindo fim de semana de descanso ou carnaval.Pra mim, casinha, quietinha, sem estradas , sem trânsito...Coisa boa!chica e a folia, só da criançada,rsrs...

Pedrasnuas disse...

HÁ MOMENTOS VAZIOS EM QUE FICAMOS A SÓS CONNOSCO ...E ISSO NÃO É MAU...

BELO SABOR DE POEMA.

CARINHO

E BOM CARNAVAL