18/02/2010

Silêncios, mistérios e (en)cantos



Silêncios, mistérios e (en)cantos


Há silêncios que escolhemos

Outros, apenas nos chegam...


Pássaros encantados

Estão nas árvores próximas.

E teem sons que precisamos ouvir.

Apura, pois, teus ouvidos

E escuta os pássaros que rompem o silêncio...

..........Eles revelam teus segredos.


Há momentos que escolhemos

Outros apenas nos chegam...


Vida é selva

De árvores alheias e distantes: nós!

Tolos, soberbos e sós.

Cremos saber cantos que vamos ouvir...

Apura, pois, teus ouvidos,

Sou teu pássaro encantado

..........E tenho mistérios teus pra contar...

.

Anderson Fabiano

.

Imagem: Google

.

Escrito e postado em Blumenau

26 comentários:

Regina Rozenbaum disse...

Tô com meus ouvidos apuradíssimos!!! Já estava com saudades de seus poemas...
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Sonhadora disse...

Meu amigo
Maravilha de poema.

Há silêncios que escolhemos

Outros, apenas nos chegam...

Como é verdade, adorei o poema.

Beijos
Sonhadora

Alís disse...

Há momentos que escolhemos
Outros apenas nos chegam...

Me gusta. Y disfruto de este momento escogido, y que me llega, de leerte. Cuenta pues tus misterios, que mis oídos están ávidos por escucharte.
Beijo

El Drac disse...

Precioso poema amigo, como siempre la humildad viene acompañada de la grandeza del alma . Un gran abrazo

margusta disse...

Caro Poeta Anderson,

...SIMPLESMENTE e DIVINAMENTE , MARAVILHOSO o seu poema...

"Há silêncios que escolhemos

Outros, apenas nos chegam..."

Quanto verdade Anderson nestes versos...

Um beijo de carinho e um EXCELENTE fim de semana.

Margusta

Isabel José António disse...

Caro Amigo Anderson Fabiano,

Parabéns por tão belo poema.

"Há silêncios que escolhemos
Outros, apenas nos chegam..."
Há ruídos que também fazemos
E que não não nos empolgam

Soam aves dentro da memória
Voando em círculo permanente
Há gritos dentro da história
Que só por dentro se sente

Voemos então pela madrugada
Destes tempos que hão-de vir
Depois da tempestade carregada
A vida plena há-de surgir


Um grande abraço

José António

Helena disse...

*
É no maravilhoso território do silêncio que conseguimos tocar o mistério. É ali o nosso lugar de reflexão e contemplação. É ali o lugar onde nos conectamos com o nosso “lado de dentro”. Mesmo sabendo o quanto é valioso esse contato com nossa maior e mais pura verdade, sabemos também o quanto é necessário voltar os olhos às “árvores próximas”, apurar os ouvidos e a sensibilidade e dedicar toda atenção a cada (en)canto que esse pássaro tem a revelar...

Já te disse o quanto amei esse poema... E sabe o quanto foi especial ouvir de perto os sons que lhe deram forma...

Te amo mais...
Meu beijo, beijo...

vuelo de hada... disse...

Preciosos silencios inspiradores de tus hermosos versos.
Un abrazo feliz fin de semana.

Maria Helena Sleutjes disse...

" Soberbos e sós" eis que o silêncio nos mostra esta versão de nós mesmos e seus versos nos tocam profundamente.
Bjos

El ave peregrina disse...

Bela poesia Fabiano, já sabemos que as aves são encantadoras e não digo nada de sua trinar... É verdade que há momentos que se elegem e outros que não...

Un agarimoso saúdo.

Sonia Pallone disse...

Fabiano, primeiramente vim agradecer sua visita ao Solidão de Alma e depois dizer que segui seu rastro perfumado e cheguei aqui, onde encontrei uma sagrada comunhão com as letras...Poeta é aquele que interage, com cores e matizes, uma emoção que passa a ser nossa...Voltarei com certeza. Bj com carinho.

Chica disse...

E é de silêncios e momentos que vamos escolhendo ou que apenas nos chegam até sem pedir licença é que vamos caminhando por aí...LINDO!abração,chica

Gaivotadourada22 disse...

Caro Poeta...

Teu Poema nos mostra nos (en)cantos misteriosos do silêncio a parte que somos do Universo, mas que é encoberto pelo véu do esquecimento para que possamos nos desvendar em cada existência... E é exatamente olhando para as Árvores mais próximas que podemos retornar ao que verdadeiramente somos no Todo! Maravilhoso Poema revoando na Poesia! Abraços!

Caterina disse...

Caro Anderson Fabiano,
veramente la vita é una selva e ci sono tanti uccelli incantati:)) e alberi lontani.
Ho peró un problema. Sul sito indicato mi sono perduta e non ti trovo. Aiutooooooo:))))
Un grande abbraccio

´Flor* disse...

As vezes o silêncio faz bem,para meditar,mas quando o amigo faz este silêncio não me acostumo não.Amei.Principalmente o último verso.Saudades.Mil\Bjuss\Flor***
Tu conhece a Lenda do Miosótis..
então és tu meu amigo miosótis azul*

mundo azul disse...

___________________________________

Do silêncio nasce a voz que nos conduz...Que os ouvidos estejam sempre atentos, para que não percamos nenhuma nota da canção.



Lindo, lindo o seu poema, meu amigo!


Beijos no coração e uma noite feliz...


__________________________________

quicas disse...

"Há momentos que escolhemos

Outros apenas nos chegam..."

- sorte poder escolher este, dos momentos que me chegam!

Abraço

Reflexo d Alma disse...

Ei!Vim conhecer teu espaço e
convida-lo a conhecer o meu..
deixar bjins e minha provocação...
" Mas só percebe
quem aceita a
pro-
vo-
ca-
ção...

Catiaho/ Reflexo d' Alma entre delírios e delírios

TriniReina disse...

Por eso que, lo que haya de venir, vendrá, vivamos el hoy hasta agotarlo...

Saludos

LUCIA-M disse...

Me gusta este silencios.. de tus versos qué acaricia el alma…
Me gusta leerte trasmites ternura.
Besos.

Pedrasnuas disse...

ENTÃO FICO À ESPERA DO CANTO DESSE PÁSSARO PARA ME ENCANTAR ...E DOS MISTÉRIOS POR DESCOBRIR.

BELO POEMA SENTIDO


MEU CARINHO

TORO SALVAJE disse...

Un poema maravilloso.
Te felicito.
Es un privilegio leerte.

Saludos.

Mamen disse...

Hay silencios que nosotros elegimos y que son necesarios para la paz de nuestro espíritu, pero a veces sería bueno detenernos a escuchar los maravillosos sonidos de la naturaleza: el canto de los pájaros, el sonido de un riachuelo... que nos yudan a recordar que solo somos pequeñas criaturas formando parte de un gran universo.

Hermoso poema, me ha encantado.

Un abrazo.

Rafael Castellar das Neves disse...

Seus textos, além de conteúdo vivo, têm forma!! muito bons!!

[]s

myra disse...

outro alais, todos, fantastico! outro grande abraçO!!!

myra disse...

outro "enormemente" belo poema!
gosto muito daqui...beijos