24/03/2011

Olhares de Myra



Olhares de Myra

É como um primeiro silêncio,
Um primeiro olhar,
Um primeiro rosto,
Um saber gostar...

Um pedaço de terra
No papel de areia,
Numa terra distante
Que uma luz candeia...

Ou talvez, quem sabe,
Nos restos de obus,
Última gota de sangue
(Re)velada num capuz...

............... (Ou apenas, talvez,
............... Um sudário moderno,
.................................... Talvez...)

É como um primeiro silêncio,
Um primeiro chorar,
Um primeiro desenho,
............... Um saber olhar...

Anderson Fabiano

Imagem: “Meu primeiro desenho feito aqui”, de Myra Landau. Jerusalém, março/2011. 21 cm X 29 cm. Técnica mista, nankin sobre papel embebido em azeite.

Obrigado, Myra! Sua imagem é pura poesia.
.

25 comentários:

myra disse...

eu sou aquela que te agradeçO!!!!
um enorme beijo!!!!

João Menéres disse...

Felicito tanto o FABIANO, como a MYRA !!!

Um beijo à MYRA e um abraço para o FABIANO.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Estas obras de arte, de Myra como a do Fabiano, permitem à nossa mente passear na esfera do belo.
Obrigado, Fabiano, por teres estado presente quando eu sofria.

Beijinhos
Verdinha

Helena disse...

Sempre penso que só um verdadeiro artista é capaz de transformar em beleza a sua percepção sensível e diferenciada de mundo.
A quem observa cada quadro, cada poema, cada forma de expressão, fica o enlevo, o prazer de apreciar o resultado daquele esplendor que por instantes brilhou diante de seus olhos, guiou sua inspiração criadora e se traduziu em Arte...

E é um prazer enorme ver isso tudo aqui. Belos! O quadro e o poema!

Um beijo, Myra! Sua obra é maravilhosa!

Um beijo, Barba! Amo você!

Ana Martins disse...

Boa noite Anderson,
antes de dizer o que quer que seja, muito obrigada pela simpática visita.
Quanto às imagens de Myra Landau, são pura poesia sim, sou sua fã.

Falando do seu poema, devo dizer que adorei, o poema complementa a imagem na perfeição e revela muita sensibilidade.

Beijinho,
Ana Martins

chica disse...

Adoro a Myra e seus trabalhos e a tua poesia.Juntos então, o que dizer??

Estou feliz que Myra tenha voltado a trabalhar por lá!

abração,chica

Sonhadora disse...

Meu amigo

Uma conjugação perfeita...o Poeta e a Pintora, adorei o poema e a tela e deixo beijinhos.

Sonhadora

manuela barroso disse...

Anderson,
Gostei da cadência, do ritmo, da sensibilidade ternamente nostálgica!
"Amei sim"
Abraço
manuela

Anne Lieri disse...

Uma poesia muito linda da Myra!Parabéns aos dois!Bjs,

Anne Lieri disse...

Uma poesia muito linda da Myra!Parabéns aos dois!Bjs,

Gaivotadourada22 disse...

Um Poema a aplaudir com Poesia outro Poema que se escorre em
Poesia/Grafada em Papel/Sudário... Na verdade a nos lembrar de que a Parte contém o Todo!!!
Belíssimo!!!
Aplausos aos Dois Iluminados!
Abraços Anderson!

joaquimdocarmo disse...

Amigo
"... É como um primeiro silêncio,
Um primeiro chorar,
Um primeiro desenho,
............... Um saber olhar..."

Tudo o que pudesse dizer, se pudesse, nada acrescentaria! está tudo aí, nesses "dois" olhares tão em sintonia!
Abraços

Allan Robert P. J. disse...

Que dupla!

Imagens e palavras que convidam a outras imagens, outros pedaços de terra e outros olhares.

:)

mhelena disse...

Saber olhar é um aprendizado que não termina nunca, como saber ouvir e saber falar. Isto nos torna mais humanos. E para escrever assim é preciso ser poeta!
Bjos

EL AVE PEREGRINA disse...

Anderson, é un ollar cheo de colorida beleza...combinada con esas verbas tan peculiares...cheas de harmonía e encanto.

Unha aperta dende Galicia.

Lis disse...

Prazer enorme conhecer esse blog do meu jeitinho recheado de poesias belíssimas ,sensiblidade e amor muito amor.
A Myra uma artista voce o poeta a junção perfeita
todos os olhares num instante.
Obrigada

marlene edir severino disse...

É preciso saber olhar para conectar-se com tanta beleza: poema e imagem.

Belo!

Um abraço

Marlene

byTONHO disse...



Parabéns Fabiano!

Ela é uma adMYRAvel Sra!

:)

Abraço-tchè!

Menina no Sotão disse...

Eu gostei muito do ritmo dos seus versos. Li duas vezes para identificar os elementos e ainda estou com a cadência na ponta dos olhos.
Poesia pra mim tem ritmo próprio e descobrí-los é minha maior motivação. Grata por tua visita lá no meu sótão. bacio

Wania disse...

Anderson Fabiano



Linda homenagem à nossa amiga e artista Myra!

Um sudário moderno que as tuas palavras souberam tão magnificamente captar.


Bj nos dois

Úrsula Avner disse...

Olá meu caro,

encantador poema ! Grata por sua amável visita e comentário. Grande abraço.

Milla Pereira disse...

Oi, Fabiano! Retornando com um novo Blog e passando pra deixar o meu abraço (não sem antes, aplaudi-lo) Venha conecer meu novo espaço, obrigada. Beijos, Milla

Eduardo P.L disse...

Anderson,

você foi a minha Vítima da Quinta desta semana! Confira aqui:

http://vtmadaquinta.blogspot.com/

Espero que goste e faça bom uso da CARICATURA!

Sonia Pallone disse...

Imagem e Poesia ... que combinação magnífica a dizer que Deus está aí espargindo bençãos nos corações!...

Milla Pereira disse...

Estou passando por aqui, babando e aplaudindo tanta coisa maravilhosa. Abraços, Milla