07/08/2011

Os diamantes se foram... / Vestígios...

















Em 07/08/09, quando esse dueto foi postado pela primeira vez, o Recanto das Letras testemunhou a aliança de duas almas, duas vidas que se reencontravam, como afetos prometidos pela eternidade.

Hoje, dois anos depois, aquelas duas vidas, reunidas pela Poesia, contemplam juntas o brilho de cada manhã, numa relação (di)amantes, serena e harmoniosa, numa prova real de que o amor, quando sincero, doado e cúmplice, vence qualquer barreira.

Anderson Fabiano e Helena Chiarello


Os diamantes se foram...
....................Anderson Fabiano


Inda sinto suas mãos,
Salpicando minha pele,
Com pequenos diamantes,
Ornando meu templo
De prazeres secretos.

Os lábios conservam o gosto
Do último champanhe,
Misturado à saliva que ficou,
Impregnada num 3 X 4,
Do último beijo...

Menos mal, que seus olhos,
Só os vejo,
Quando abro os meus.
E, depois dali,
Fiz-me cego.

Há um suspiro suspenso no ar...
O último suspiro,
Do último gozo,
Da última noite
Daqueles amantes...

Depois dali,
Apenas noites nubladas,
Pequenas mentiras...
Num céu sem diamantes,
Sem estrelas na pele...


Vestígios...
....................Helena Chiarello


Minha pele ainda guarda
o arrepio dos teus dedos
e meus lábios ainda mordem
a memória do teu beijo.

A lembrança - tatuada,
despida e desarrumada,
fica a contar em meu corpo,
das tuas mãos, os sinais.

E há essa esperança oca
(que reclama e quer tua boca)
tão teimosa em esquecer
o que já foi - e não é mais.

Com ousada intimidade,
hoje me toca a saudade.
(E meus compridos suspiros
são os ecos dos teus ais...)


Imagem: Google

9 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta

Que dizer?...perante este amor, retiro-me em silêncio desejando que seja eterno.

um beijo
Rosa

Menina no Sotão disse...

E nós temos o prazer de testemunhas "segredos" deliciosos dessas almas que se encontraram. Esse é um presente para os dias atuais. Sinto-me grata por cada linha que me alcança...

bacio

Sonia Pallone disse...

É tão bom quando as letras fazem a ciranda, e os sentimentos se entrelaçam em palavras, formando um grande e único abraço...Beijos.

mhelena disse...

Vocês são sonho colocado na realidade, inspiração, poesia, emoção. Como fico feliz por saber que um encontro como este pode acontecer e que ser feliz é possível.
Bjs

Milla Pereira disse...

Ainda bem que eu fui uma das testemunhas desse encontro feliz e belo. Qdo. duas almas são prometidas e abençoadas, tudo o mais torna-se menos importante. Parabéns por esse amor. Brindo a ambos - tim tim! Bjs e FELIZ DIA DOS PAIS!

Milla Pereira disse...

Ainda bem que eu fui uma das testemunhas desse encontro feliz e belo. Qdo. duas almas são prometidas e abençoadas, tudo o mais torna-se menos importante. Parabéns por esse amor. Brindo a ambos - tim tim! Bjs e FELIZ DIA DOS PAIS!

Chuta disse...

Muy bello....
Increiblemente vivido.

Abrazos

Helena Chiarello disse...

Barba...

Lendo agora essa "nova" postagem do nosso primeiro dueto, foi instantânea a lembrança daquele 07/08/09 e de todas as circunstâncias que o fizeram essa data tão especial e tão gostosamente comemorada!

Quem poderia dizer que você e eu, amigos há tanto tempo, daríamos o "sim" ao sentimento maior em nossos corações e o celebraríamos com aquela postagem? Sempre penso nisso, e gosto mais ainda de pensar que tudo o que veio depois, já estava escrito, guardado e prometido...

E gosto também de lembrar a frase com que você me comentou, lá no Recanto: "...a poesia nos celebrou um par, aos olhos da eternidade"... E isso, agora, me parece muito maior e mais verdadeiro do que sonhamos então...

Por tudo isso e por cada dia desse "dueto" maravilhoso com que poemamos a vida, te beijo, amo, beijo...

manuela barroso disse...

É a celebração do amor com os laços da ternura, nos laços da poesia!

Um abraço enorme de muito carinho,e amizade.