26/03/2010

Helenas



Helenas

Paridas numa Grécia distante,
Cruzaram, deusas, inúmeros tempos
E, a cada, instante,
Se fizeram humanas
Pra deleite mundano dos poetas.

Sacras fêmeas,
Voláteis, efêmeras,
Desfilaram inquietudes
Com ventres que doaram vida e prazer
E choraram nossos prantos.

Seres que flutuaram etéreos,
Avassalando o bom senso
E irrompendo, ousadas,
Ora florais, ora almiscaradas,
O sentido do entorno.

De tantas Helenas,
Tenho uma...
Una, estrela singular
Desse palco que chamei vida.
Dádiva de Mecenas,
Sem ruivas ou longas melenas,
Plantada ness’alma, outrora, ermitã,
Como doce magia pagã.

Então, por mágicos instantes,
Mimetizo o fulgor que me invade,
Sou mago, poeta e amante
E, em cada poro que arde
Recebo seu gesto
Para ser, como ser,
.....Enfim,
..........(Com) sagrado.

Anderson Fabiano
Imagem: Helen of Troy, de Evelyn De Morgan, Wikipedia

21 comentários:

Caterina disse...

Vi auguro mille magici istanti dolci:))
É una poesia magnifica!
Un grande abbraccio amichevole

MAR disse...

Muy bello!
Mi madre y mi Hermana mayor se llaman Elena.
Cariños para ti.
mar

Isa disse...

Lembrei a canção de Chico Buarque...
Parabéns!
Beijo.
isa.

Anne Lieri disse...

Anderson,suas Helenas estão esplendorosas!Mágica poesia,amigo!Abraços,

Sonhadora disse...

Meu querido amigo
Maravilhoso o seu poema...belas palavras num lindo hino à mulher.

Beijinhos
Sonhadora

Mai disse...

E tudo ocorre porque dura mais que um instante este momento guardado e tatuado na pele.
O amor flamba e fica na memória da pele.

Belo!
abraço

Eliane disse...

Belo poema!
Um abraço!

Helga disse...

A Grécia... sempre tão inspiradora. Bonito poema.

Obrigado pela visita lá nas Planícies da minha imaginação. Também preciso voltar aqui mais vezes. Gostei muito de todas estas palavras.

Um abraço :)

Pérola disse...

Bom dia meu querido.
Muito obrigado pela visita.
Amei seu poema sobre as Helenas,elas já vem de uma trajetória cheia de encantos e desencantos.As novelas q o diga,papéis fortes e emocionantes.
Ñ me chamo Helena mas de uma certa forma eu sou uma delas rs.
Parabéns grande poeta.
Vou visitar o seu outro blog.
Muito obrigado pelo carinho.
Um lindo dia.

Helena disse...

...

Então,
por mágicos instantes,
mimetizo o fulgor que me invade...

[sou deusa, poeta e amante,
és Páris, poeta e amado]

...e entrego-te,
mãos comovidas e coração flamante,
o que em mim é maior...

- o Amor -
a ti (con)Sagrado...


Tuas palavras são mais que um presente, Barba...
Lindo demais!
Te beijo, por cada palavra e gesto...

Amo sim! Sempre e mais...

Triste Flor disse...

Eitaaaaaaaaaaa, que lindooooo, imagino dona Helena como que está feliz rsrs, adorei, adorei, bjus a vc a a Helena que amodoro rs, bjus no coração, adoro o que vc escreve.

Chuta disse...

Anderson

İQue bello!

İHelenas, tu poesía es hermosa!
Mágica Grecia.
Mágica Helena de Troya.

Cariño para ti desde Miami

Baby disse...

Poema lindo, Andersen, que nos transporta ao misticismo da antiga Grécia e suas lendas.
Que a tua Helena, decerto tão bela como a de Tróia, continue a inspirar-te para tão bela poesia.
Com um beijo,
Baby

Maria Helena Sleutjes disse...

Linda homenagem a estas mulheres de Tróia, altivas, guerreiras, amantes, e amadas de uma forma única. O poema é lindo mas é mais belo porque faz parte de algo que está sendo vivido entre dois poetas maravilhosos - Helena Chiarelli e Anderson fabiano.
Que este amor se prolongue e se preserve.

Mahria disse...

Me fez lembrar as personagens do novelista Manoel Carlos, em que todas são Helenas...

Bjos
Mah

Silvana Nunes .'. disse...

Boa tarde.
Helena vai ser sempre tema de poesia. belo post.
Parabéns.
Passando para dar uma espiada nas novidades e para me desculpar da ausência - estou sem computador, dependendo de lanhouse, coisa que detesto fazer.
Então, já preparou a sua pegadinha? O dia 1º de abril está chegando.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja uma boa semana para você.
Beijo grande.
Saudações Educacionais !
http://www.silnunesprof.blogspot.com

Maria Helena Sleutjes disse...

Saiba você, querido amigo, que não me canso de ler toda esta beleza traduzida num único poema. Sua Helena, com certeza, deve ter se sentido a mulher mais bem amada do planeta!!!!

Mar Arável disse...

Agarra a tua estrela

Fernando pannone Pessoa disse...

spero tu possa trasmettere le mie preghiere nella tua lingua... non è un caso se ho scelto te. un caro saluto.

Chica disse...

Maravilhosa poesia,Anderson! Venho aqui deixar os votos de uma linda e maravilhosa Páscoa pra vocês!abração,tudo de bom,chica

Helena disse...

Amo esse poema!
E amo você.