14/11/2010

Duas ou três coisas que sei dela























Duas ou três coisas que sei dela

Sei de sua pele de Lua
Em madrugada de estrelas,
Quando entregue e nua,
Sorri criança
No corpo de mulher.

Sei que proclama em silêncios
Instantes singulares
De poesia pura,
Guardados por existências tantas
E revelados apenas
No palco secreto
Do Teatro dos Raros.

Sei que seu colo
Ancora meus segredos,
Seu toque me expande,
Abate meus medos
E seu olhar resgata
O cristal perdido de mim.

Mas, sei também,
Que nas noites,
Quando os comuns se recolhem
Em seus leitos sem cor,
Ela me chega e amansa
Qual onda mansa de fim de tarde...
E faz-me seu.

Anderson Fabiano

Imagem: Google

Desde os tempos de cinéfilo godardiano, amo esse título de Jean-Luc Godard, "Deux ou trois choses Que Je Sais d'Elle - 1967". Hoje, fiz dele minha poesia.

6 comentários:

Helena disse...

Barba...

Não há como ser simples diante desses versos. Não há como não olhar pra você em cada manhã e não permitir que uma ponta de orgulho me remeta à justificada soberba de saber-me amada por alguém tão especial.

Como pretender que letras tão ternas, tão apaixonantes e sensíveis, não me emocionem?

Me faltam palavras pela beleza das tuas... E posso apenas, amor meu, dizer duas ou três coisas que sei também: O amor existe e é. A convivência é prazer e dádiva... E a felicidade, destino dos raros, é alcançável e presente...

Te beijo, pela poesia de cada dia.

Amo sim! E mais. E sempre...

Maria Helena Sleutjes disse...

Esta sua forma de declara-se amante da pessoa amada, é completamente encantada.
Grande abraço

mundo azul disse...

______________________________


"...sorri criança no corpo de mulher..." Que lindo!

Um poema onde o amor é o eterno e adorável tema!


Beijos de luz e o meu carinho, Anderson! Fiquei feliz com sua visita, já sentia saudades...

________________________________

Milla Pereira disse...

Eu comemoro sim, cara pálida! Brindo a estes versos de extrema beleza e sensibilidade. Novo Blog na parada, o anterior foi invadido e vetado meu acesso. Desejo-te um FELIZ 2011 com muitas alegrias, sucesso,amor,saúde e paz. Beijos com carinho. Milla

joaquimdocarmo disse...

Doces versos, doces saberes, doce amor!
Doce viver envolto em tais encantos!
Doce... a poesia, como o encanto do amor partilhado!
Abraços e FELIZ ANO NOVO!

gatinhafofa disse...

Muitos parabens por tão belas palavras e tão belo sentimento entre ti e a Helena. Mil beijokas!! Bom domingo amigo!! Dorme bem!!